ACESSE: WWW.CFNOTICIA.COM.BR

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Flávio Dino vai à Região Tocantina e discute cadeias produtivas no Maranhão

Grande polo de produção de leite no Maranhão, o município de São Francisco do Brejão na Região Tocantina ainda precisa avançar muito na transformação de seu melhor produto em riqueza para o desenvolvimento local. O assunto foi amplamente discutido na última edição do Diálogos pelo Maranhão, durante o último fim de semana, com a presença de Flávio Dino.

A agricultura familiar tem sido tema recorrente nos eventos promovidos pelo movimento Diálogos pelo Maranhão, onde muitas lideranças têm reforçado a necessidade de mais apoio técnico na produção agrícola no Maranhão. O mesmo acontece no que diz respeito à produção pecuarista.

Para Flávio Dino, é necessário investir fortemente no apoio à agropecuária maranhense, sobretudo na agricultura familiar. O apoio técnico aos pequenos e médios produtores do estado deveria estar entre as prioridades para o desenvolvimento do Maranhão.

Flávio Dino destacou que, mesmo com imenso potencial para a produção de diferentes artigos da agricultura, da pesca e da pecuária, mas que não têm o investimento necessário para que possam se desenvolver.

De acordo com a Lei Orçamentária de 2013 do Maranhão, o estado investirá apenas R$ 65 milhões em incentivo à agricultura. O orçamento total previsto para 2013 é de R$ 13 bilhões, com acréscimo de mais R$ 2,6 bilhões em empréstimos contraídos pelo governo estadual em janeiro e fevereiro deste ano, totalizando mais de R$ 15 bilhões.
Esses números apontam que menos de 0,5% das verbas disponíveis para o ano de 2013 serão utilizadas em desenvolvimento agrário.

Produção e apoio técnico

A ideia apresentada por Flávio Dino durante  a reunião em São Francisco do Brejão aconteceu após o veterinário Samuel Milhomem relatar um dos grandes problemas para o desenvolvimento do município. Segundo ele, a média de produção leiteira na cidade é de 50 mil litros/dia, chegando a 80 mil litros de leite por dia em períodos de pico.

Contudo, a produção poderia ser maior e ter maior vazão caso houvesse apoio técnico, de industrialização e de comercialização da produção de leite de São Francisco do Brejão. “Não temos apoio de nenhuma esfera de poder, por isso o que a gente produz aqui fica somente na região,” disse o veterinário.

A solução, segundo Flávio Dino, é a implantação de uma cadeia de produção que valorize as riquezas maranhenses. Investir no desenvolvimento agropecuário acompanhado do incentivo à indústria de beneficiamento da matéria-prima e posterior comercialização no Maranhão e exportação para estados vizinhos.

Imprensa/PC do B

Lisonjeado por participar de importantes encontros políticos neste fim de semana; mais ainda poder conhecer pessoalmente pessoas que admiro

Flávio Dino e Carlos Ferreira
Nada melhor, claro depois da vida e saúde, que fazer aquilo que nos dá prazer. Viver situações que nos fazem bem. Conviver no meio com aqueles a quem nos inspirou uma aproximação, e em especial ao lado de pessoas que aprendemos a admirar ao longo da vida, e que por muitas vezes achávamos impossível ter a oportunidade de dialogar com tais. Foi assim esse fim de semana, para este humilde comunicador.

Márcio Jerry e Carlos Ferreira
Desde muito cedo, a imprensa sempre me inspirou, e nos idos dos anos, mesmo, confesso, sem ter lutado muito para isso, acabei adentrando nesse mundo (que hoje considero está no lugar certo). Lá atrás, ainda, na época do governo Jomar Fernandes (Imperatriz), aprendi admirar o trabalho de Márcio Jerry (Secretário de Comunicação do governo Jomar), e hoje, secretário de Comunicação da prefeitura de São Luís. Na atualidade, acompanhando o trabalho da jornalista Aline Louise, pelos releases recebidos desta profissional, passei a admirá-la. Aline, repórter do Jornal imparcial, um dos maiores do Maranhão; e assessora de imprensa do PC do B, São Luís.

Carlos Ferreira e a jornalista Aline Louise
Para mim não existe nenhum problema em reconhecer o trabalho de inúmeros companheiros de área, de profissão. Para mim não existe nenhum problema dizer que tem inúmeras pessoas aos quais admiro por seus talentos e profissionalismo. [...]

Pois bem, neste fim de semana, tive a oportunidade de está ao lado, ver, conversar, falar sobre a admiração e parabeniza-los. E, claro, sem nenhum problema, solicitei uma foto, pois as fotos foram e continuam sendo os principais registros da história. CARLOS FERREIRA
  


Como dissera a jornalista, uma das maiores do Brasil, Ana Paula Padrão, que o jornalista é um repórter, e como tal tem o dever de saber lidar (escrever/reportar) sobre todas as editorias (assuntos) e atuar em todas as áreas (produção/edição/redação/etc.). Concordo com a nobre em gênero, número e grau. Mas, como ela também concorda, todos nós temos uma área de interesse: e a minha é, não tenho mais nenhuma dúvida, atuar na editoria política.

Profissão: Jornalismo

Jornalismo é profissão vocacional. Não importa se é noite, férias, final de semana. Não importa, também, o assunto. É lógico que todos nós nos identificamos com temas, mas quando você é jornalista, a vontade de saber, conhecer e a de testemunhar os fatos são maiores, movem você. Ser jornalista é querer estar onde a história - do bairro, da cidade ou da humanidade - estiver acontecendo. Ou seja, ser jornalista é ser repórter.

As redações, sejam as de TV, rádio, impresso, internet, assessorias de imprensa, têm basicamente a mesma estrutura. E, em qualquer uma delas, a reportagem é, pelo menos para mim, soberana. Além disso, um repórter completo pode assumir qualquer cargo, em qualquer redação, e colaborar, decididamente, para a melhor reprodução de um fato. Senão, o que é um bom produtor? Um bom editor? Um bom chefe?? Essencialmente, ele é um bom repórter.

Chegamos aqui a mais grave distorção que vejo nas redações, hoje, principalmente as redações de televisão, onde me formei. A pressão por produtividade e a necessidade de economia de recursos são, quase sempre, incompatíveis com o tempo necessário à formação de um repórter. Ele acaba sendo levado às histórias para as quais não está preparado sob o guarda-chuva de um editor ou produtor que, no caso, é o verdadeiro repórter do fato. É o apurador. E o repórter, aquele que mostra a cara no vídeo, não aprende a apurar, não desenvolve maturidade no trato com a notícia, não fica pronto para as grandes histórias. Dele só se espera que tenha boa apresentação, boa dicção e alguma disposição. E cada vez há menos grandes e boas histórias no ar. É preciso saber contá-las. E poucos sabem, hoje em dia.

Não quero parecer uma velhota ranzinza, daquelas que começam cada frase com um? Ah, no meu tempo...? Mas honestamente, vejo cada vez menos, entre os mais jovens, a vontade de ser repórter. E aí chegamos à outra ponta dessa escola deformada. Aquela que enche as faculdades de comunicação de pessoas que não querem ser jornalistas? Querem, isso sim, ser famosos! A cultura das celebridades chegou, infelizmente, ao universo dos profissionais que fazem jornalismo para a televisão. E distorceu sua missão. Para muitos meninos e meninas que tenho visto cursando a faculdade de comunicação, pouco importa se o emprego futuro será como repórter ou como? Moça do tempo? Importa aparecer na tv. E ser reconhecido nas ruas.

Essa tragédia global da celebridade instantânea começa a corroer a noção daquilo que leva, ou deveria levar, qualquer um à fama: aquilo que se produz. Já não é preciso dedicar-se a uma tarefa, ser bom naquilo que se faz, destacar-se dos demais pela qualidade do seu trabalho. Para ficar famoso, hoje, basta aparecer. Basta expor sua intimidade num reality show durante algumas semanas, e surfar na onda da badalação imediata. Pobres moços, como diria o poeta.

Tenho tentado, nos últimos anos, preservar o máximo daquilo que considero importante. E viver de acordo com o que considero essencial. Minha escolha pelo jornalismo foi movida pelo romântico desejo de presenciar a história, e registrá-la. Tenho orgulho do que acumulei em produção nesse caminho. Se fui colhida pelo culto aos que aparecem na TV em minha trajetória profissional e virei, eu também, celebridade, esta não foi uma escolha.


Se você quer ser jornalista, faça suas escolhas. E preserve o que de mais nobre há na profissão. Seja um curioso. Informe-se sobre os fatos. Conquiste suas fontes de informação. Certifique-se de que são confiáveis (fontes serão, em sua carreira, quase tão importantes quanto o próprio fato!). Não reproduza o boato. Não faça prosperar o preconceito. Não cultive a preguiça. Nunca se afaste da verdade. Seja um crédulo. Seja um repórter. 

São Francisco do Brejão se transforma na capital do “Diálogos pelo Maranhão”


 São Francisco do Brejão – A cidade que é conhecida, e reconhecida, pelo potencial leiteiro; mas que é percebida, também, pelo potencial para as aflorações políticas, recebeu no último sábado (28) a caravana ‘Diálogos pelo Maranhão’, cujo movimento é liderado pelo presidente da EMBRATUR e pré-candidato ao governo do Estado, Dr. Flávio Dino.


Conforme anunciado, esteve no auditório da escola Tobias Barreto o líder do movimento, Flávio Dino (PC do B); mais o presidente estadual do PP e deputado federal Waldir Maranhão; o deputado estadual Carlinhos Amorim (PDT); o deputado estadual Marcelo Tavares (PSB); o ex-governador do Maranhão, José Reinaldo Tavares (PSB); o deputado federal Weverton Rocha (PDT), o deputado federal Domingo Dutra (PT), além de dezenas de lideranças locais e regionais, como foi o caso dos vereadores brejaoenses Robson Canela (PSC), Deusinha da Saúde (PT), Claudian (PT), Aroldo Lira (PMDB) e Francisco do Robertão (PSB).


A população brejaoense compareceu às dependências da escola para conferir as mensagens das lideranças e também expor suas expectativas no sentido de contribuir para a elaboração da agenda política da oposição maranhense. O objetivo destes encontros são o de detectar as necessidades do Estado e a partir daí conceber soluções.

Discurso do deputado federal Waldir Maranhão; no Ato de filiação de Rosângela Curado no PDT

Discurso do deputado federal, e presidente do Partido Progressista (PP/MA), Waldir Maranhão, no sábado (28), pela manhã, na AABB, em Imperatriz.

Flávio Dino, pré-candidato ao governo do MA, concede entrevista para Carlos Ferreira (Blog/Jornal A Hora)

Durante o Movimento "Diálogos pelo Maranhão", no sábado, 28, em São Francisco do Brejão (MA), o líder do movimento, presidente da EMBRATUR e pré-candidato ao governo do Estado Flávio Dino (PC do B) conversou com a nossa reportagem. 

Áudio completo você confere abaixo:

Vereador Aroldo Lira a caminho do SDD; segundo fonte fidedigna

São Francisco do Brejão - O jogo sucessório de 2014, e sem nenhuma sombra de dúvidas, com vistas, já em 2016, começa a entrar numa fase decisiva. Visto que os políticos que pretendem disputar as eleições do próximo ano só tem até o final desta semana (sábado-05/10) para regularizarem suas situações partidárias.

O vereador Aroldo Lira (ainda no PMDB) confidenciou a este repórter, há uns 20 dias que não estava mais se sentindo parte do partido, que muito breve estaria dando adeus ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro.

No sábado (28), em discurso durante o Diálogos pelo Maranhão, em São Francisco do Brejão, disse em público que percebia uma direção muito dura, por parte dos líderes do seu partido, e que a partir dali estava declarando que seguirá Flávio Dino, e que sairia do seu atual partido.

HOJE

Uma fonte fidedigna informou a este comunicador que tem total certeza de que o vereador Aroldo Lira já está com os dois pés dentro do mais novo partido do Brasil: Partido Solidariedade (SDD). Partido criado a nível nacional pelo Paulinho da Força Sindical, deputado federal, eleito pelo PDT do Rio de Janeiro.

Se, confirmando a decisão, o vereador deverá ser o presidente do Partido no município, e liderará a sigla que nasce sob o número 77. Vamos aguardar os próximos passos e conferir o que vai acontecer no jogo partidário até o próximo sábado. 

Ah, finalizando, alguém pode perguntar: e o mandato não é do partido? Sim. O mandato é o partido, mas a legislação eleitoral diz que em se tratando de partido novo, os detentores de mandatos eletivos podem migrar sem a autorização do atual partido.

Portanto, o Solidariedade que no Maranhão já conta com um deputado federal (Simplício Araújo - ex PPS), vários vereadores, lideranças diversas, já conta o vereador de segundo mandato, em Imperatriz, Rildo Amaral; já passará a ter assento na Câmara do Brejão, com Aroldo Lira.


Vereador do PMDB anuncia apoio a Flávio Dino durante Diálogos pelo Maranhão

Um vereador do PMDB de São Francisco do Brejão aproveitou a passagem do movimento Diálogos pelo Maranhão para anunciar o apoio à pré-candidatura de Flávio Dino (PCdoB) nas eleições de 2014. Aroldo Lira foi eleito pelo PMDB, mas alegou haver “falta de diálogo” dentro do grupo e muita imposição sobre os rumos do partido.
“Nós queremos aqui apoiar um cidadão consciente sobre a situação do estado, que tem capacidade de ouvir as pessoas com humildade para resolver os problemas do Maranhão,” disse o peemedebista ao anunciar que apoia Flávio Dino e que nos próximos dias deixará a sigla em que há “muita intervenção” e “ninguém ouve ninguém”.
As palavras de Aroldo Lira foram um resumo do que muitas lideranças do interior do Maranhão e da própria cúpula do PMDB andam vendo na condução da pré-candidatura de Luís Fernando Silva, recém-chegado ao PMDB, após deixar o DEM.
A decisão de lançar a pré-candidatura de Luís Fernando aconteceu somente com a reunião de “cúpula”: Sarneys, Murads, Lobão, João Alberto e uma pequena patota de aliados mais “chegados”.
Outro alerta que Aroldo Lira deixou com as suas palavras é sobre a percepção de que as lideranças têm do próprio Luís Fernando. Sem habilidade para conversar com a classe política, Luís Fernando Silva tem visitado todo o Maranhão através de “Governo Itinerante”, mas não conseguiu chegar à marca dos 20% de intenção de voto. Na Grande Ilha (lugar em que foi prefeito por mais de 7 anos), Luís Fernando viu seus votos diminuírem entre junho em setembro, deixando 18% para 10%.

domingo, 29 de setembro de 2013

Feira do Livro – Educação e Cultura, artigo de Flávio Dino

Caminhar em São Luís pelas ruas da Praia Grande é uma experiência única, que sempre faz bem à alma maranhense. Não por acaso, é possível encontrar caminhando pelas praças, ruas e becos do coração do nosso Centro Histórico o poeta Nauro Machado, a quem, em feliz iniciativa da prefeitura, a Feira do Livro de São Luís homenageia como patrono de sua 7ª edição. 

A mais recente das minhas caminhadas pela Praia Grande foi logo após da abertura da FeliS - nome pelo qual foi carinhosamente batizada a Feira de nossa capital, - onde encontrei e conversei com o poeta Nauro Machado, em mais um feliz reencontro, assim também com Zelinda Lima e Salgado Maranhão, grandes nomes de nossa literatura que nos guiam em grandes viagens que fazemos dentro de nós mesmos, em busca do fazer-refazer de nossas subjetividades.

Na abertura da Feira, que conta com o apoio do Governo Federal, falei sobre as viagens proporcionadas pela leitura, em direção a vários mundos. Essas viagens estão garantidas na FeliS, pelas obras de grande qualidade que estão disponíveis, e também pela vinda de escritores estrangeiros para participar da Feira e conversar com os leitores maranhenses. Esses encontros dos maranhenses com escritores estrangeiros e brasileiros de outros estados tem o apoio da Embratur, por entendermos que o cultura é uma importante vertente para o crescimento da economia do turismo no Brasil.

Os ganhos de São Luís com a revitalização da Feira do Livro, capitaneada pela Fundação Municipal de Cultura, muito bem dirigida pelo professor Francisco Goncalves, apontam para uma nova política de valorização da Educação, da Cultura e do Lazer. Com efeito, teremos não somente a reunião de livrarias, mas também a apresentação de grupos culturais e ações de incentivo à leitura, voltadas especialmente a crianças e jovens das escolas públicas da capital, promovendo inclusão social.

Além de levar alunos das escolas municipais para um ambiente multimídia da literatura, a Secretaria Municipal de Educação de São Luís buscou também ampliar a oportunidade para que as crianças adquiram livros durante as visitas guiadas à Feira, por intermédio de um vale-livro que será usado pelos alunos da rede municipal, conforme o professor/secretário de Educação, Allan Kardec, nos informou durante a cerimônia de abertura.

Iniciativas como esta são fundamentais para a consolidação de uma verdadeira política igualitária no acesso aos bens culturais. A proposito, lembrei que, como deputado federal, fui relator na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara do projeto que deu origem à Lei do Vale Cultura, o qual precisa ser urgentemente estendido a todos os trabalhadores que recebem até 5 salários mínimos, disponibilizando uma quantia de R$ 50,00 mensais para investimento em formação cultural.

Trabalhar pela Educação e pela Cultura é dever de todo governante comprometido com o desenvolvimento de seu estado e de sua gente. Investimentos na expansão da rede de bibliotecas públicas e dos espaços de cultura, em todas as cidades do Maranhão, devem fazer parte de uma política empenhada na formação integral do cidadão. São Luís, sob a liderança do prefeito Edivaldo, está de parabéns pelo exemplo que dá na realização da Feira do Livro, com a união de todas as esferas de poder e da sociedade. Espero que os leitores possam visitar e aproveitar a FeliS, e que um dia iniciativas assim cheguem a todas as regiões do nosso imenso e belo Estado.

Waldir Maranhão é alvo de retaliação encomendada pelo grupo do caudilho

waldir_maranhao_12Do blog do Ucho Haddad
Dois pesos – Quem chega ao Maranhão, o mais pobre estado brasileiro, se impressiona com a quantidade de ruas, viadutos e prédios públicos batizados com o nome da família Sarney, clã político que há cinquenta anos está no poder local e que com conhecido despotismo impõe à população um apartheid verde-louro que envergonha o País. Muito além desse comportamento típico de ditadores, o de culto à própria personalidade, preocupa sobremaneira o poder que o grupo liderado pelo senador José Sarney exerce em todas as entranhas do Estado.
Nessas condições, ser adversário do grupo político que atualmente tem Roseana Sarney como governadora é assinar a própria sentença de morte, porque qualquer ato contrário aos interesses da “famiglia” é sucedido por retaliações de toda ordem. É o caso do deputado Waldir Maranhão, presidente estadual do Partido Progressista, que tem merecido a atenção deste site por marcar posição contra Sarney e seus badulaques políticos, situação que fica clara nos programas políticos que defendem “um novo olhar para um novo Maranhão”. Quem conhece minimamente o estado, que há cinco décadas existe como capitania hereditária, sabe o quanto é preciso uma mudança. Vale lembrar que o editor não apenas conhece o Maranhão, como tem parentes muito próximos que vivem no estado onde reina o desmando sarneyzista.
Após marcar posição contra Sarney e seus sequazes, Waldir Maranhão foi surpreendido por uma decisão da Justiça Eleitoral, que em breve deve formalizar pedido de quebra de seus sigilos bancário e fiscal, sob a alegação de que a contabilidade de campanha do adversário do dono do estado não fecha. Decisão no mínimo estranha, pois o mandato de Waldir Maranhão termina no próximo ano.
O ucho.info não está a defender ilegalidades, mas é preciso lembrar que se situações erradas e merecedoras de investigação existem, essas levam a marca de Sarney e companhia limitada, que no Maranhão exerce um poder impressionante e claramente antidemocrático, só perdendo para a atuação de Fidel Castro na isolada Cuba.
Enquanto retalia aqueles que o desafiam politicamente, a cúpula do grupo Sarney não explica o fato de apartamentos da família em São Paulo estarem registrados em nome de uma construtora que se responsabilizou pelo pagamento dos imóveis. E a “famiglia” se irrita quando o assunto vem à baila. De igual modo, o senador José Sarney atuou nos bastidores da capital federal para proibir que dados da Operação Boi Barrica, da Polícia Federal, rebatizada como Operação Faktor, fossem divulgados pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, que foi vítima da conhecida truculência do ex-presidente do Senado Federal. Postura semelhante é adotada quando alguém ousa questionar a contabilidade da São Luís Factoring, braço financeiro da “famiglia”.
Ora, se Sarney e companhia bela pressionam a Justiça para que a vida dos adversários seja fustigada, que permitam que o mesmo ocorra com cada um dos integrantes do clã, cujos currículos abaixo não deixam dúvidas a respeito do modus operandi que reina no vilipendiado Maranhão.

Paz é a essência da felicidade

Paz é a essência da felicidade
Não procure a paz à sua volta, ela vem de dentro de você.

Tua paz e tua felicidade não devem depender dos outros, mas apenas de você. Costumo dizer que não devemos tentar fazer ninguém feliz, mas fazer felizes a nós mesmos e, desta forma, quem estiver conosco estará feliz também. (Augusto Branco)

Lutar contra o próprio ego não é fácil, mas é o jeito de mantermos uma certa sanidade e paz de espírito. Benditos os que conseguem se deixar em paz.
Os que não se cobram por não terem cumprido suas resoluções, que não se culpam por terem falhado, não se torturam por terem sido contraditórios, não se punem por não terem sido perfeitos. Apenas fazem o melhor que podem. (Martha Medeiros)


Estranho tempo em que temos tantos aparelhos para ganhar tempo, e não temos tempo para contemplar o simples, o que é belo…

Estranho tempo em que pessoas decidem levar vantagens sobre as outras, e dizem que se amam, que se respeitam…

Paz a essência da felicidadeEstranho tempo onde a estação de frio tem calor, e na de calor esfria. 

E as pessoas acham tudo lindo, de acordo com suas conveniências.

Estranho tempo onde as mentiras parecem verdades absolutas, e muitas verdades já são consideradas mentiras.

Estranho tempo onde se diz “eu te amo” com tanta facilidade, que as vezes não dura dois cliques do velho mouse…

Estranho tempo onde ser feliz é “possuir”, é o “ter”, até a dor nos visitar e lembrar-nos que é preciso “ser”.

Estranho tempo onde não conversamos, teclamos.

Já não nos beijamos apaixonadamente, trocamos de boca.

Já não temos tempo para um banho demorado, nos lavamos.

E no meio de tantos desencontros, almas aflitas gritam, no meio da depressão que nos consome, buscam carinho.

Carinho que se perdeu na troca fria de mensagens, que hoje já não valem mais nada.
Estranho tempo, onde temos saudades do que ainda não vivemos. (Paulo Roberto Gaefke)

A paz não é um estado primitivo paradisíaco, nem uma forma de convivência regulada pelo acordo. A paz é algo que não conhecemos, que apenas buscamos e imaginamos. A paz é um ideal. (Hermann Hesse)

Imagine todo o povo vivendo em paz... você irá dizer que eu sou um sonhador, mas eu não sou o único. Espero que você um dia junte-se a nós e o mundo será um só... (John Lennon)

Pessoas vazias são corpos sem paz
Abraços e muita paz!!!

Blog Nilton César

População e líderes políticos destacam filiação de Rosângela ao PDT


Imperatriz, MA - O ginásio da Associação Atlética Banco do Brasil ficou pequeno para o ato político de filiação de Rosângela Curado ao PDT na manhã deste sábado, 28. "Estou seguindo meu coração e a vontade dos meus eleitores", disse a mais nova trabalhista que alcançou uma surpreendente segunda posição na eleição para a prefeitura da segunda maior cidade do Maranhão no ano passado.


Weverton Rocha
Secretário-geral do PDT-MA, Weverton Rocha e Rosângela Curado
PDT
Márcio Honaiser (C) destaca a importância da filiação de Rosângela ao PDT

O deputado federal Weverton Rocha fez questão de esboçar um largo sorriso desde à entrevista coletiva com Flávio Dino no Hotel Alcazar, o evento na AABB e Diálogos pelo Maranhão em Davinópolis, ocasiões em que se encontrou com a mais nova filiada da sigla


"Estamos recebendo uma mulher de coragem e fibra para defender quem precisa de políticas públicas, estamos muito felizes com esse reforço na cidade que teve um carinho imenso pelo nosso saudoso Jackson Lago", resumiu.



O presidente da Embratur, Flávio Dino, afirmou que a entrada de Rosângela numa sigla da oposição à governadora Roseana Sarney significa um grande ato para o Maranhão. Lembrando o livro de Provérbios, o líder disparado das pesquisas para o governo do Maranhão na eleição que se avizinha disse nem ele, nem Rosângela e nem a oposição são donos do ouro e da prata, porém trazem a sabedoria da sociedade civil para resolver os graves problemas do estado e para continua trilhando o caminho da justiça.


Márcio Jardim, da direção nacional do PT, na filiação de Rosângela:
surpreso com o grande número de pessoas na AABB em Imperatriz

Numa entrevista à TV Nativa, ainda na sexta-feira, o pré-candidato ao senado federal, Roberto Rocha, reafirmou que a unidade de quem pretende mudar e renovar está atraindo lideranças que antes orbitavam no governo do Estado. "É uma exigência das ruas", afirmou já no ginásio da AABB.


O presidente do PDT de Balsas, Márcio Honaiser, compôs a mesa da cerimônia de filiação ao lado de outros líderes trabalhistas, a exemplo do deputado estadual Carlinhos Amorim, presidente local da legenda; do ex-prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo e do deputado federal Weverton Rocha. A cerimônia contou ainda com líderes de outras siglas, os deputados federais Waldir Maranhão (PP-MA) e Domingos Dutra (Rede-MA); o deputado estadual Marcelo Tavares (PSB); o deputado estadual Raimundo Cutrim (PCdoB); o ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB), o prefeito de Balsas, Rochinha Filho (PSB); o secretário da Comunicação da prefeitura de São Luís, Márcio Jerry (PCdoB), o dirigente nacional do PT, Márcio Jardim; e o presidente da Embratur e presidente estadual do PCdoB, Flávio Dino.



Frederico Luiz


sexta-feira, 27 de setembro de 2013

DEPUTADO WALDIR MARANHÃO SE POSICIONA SOBRE REQUERIMENTO DO TER

É com surpresa que recebo esta notícia do TRE, justamente no momento em que começamos a discutir publicamente na televisão as mazelas da gestão pública no Maranhão. Mas estou tranquilo, pois acredito na justiça do meu país.

Minhas contas estão de acordo com a Lei eleitoral e me recuso a
acreditar que este fato tenha alguma relação com o Novo Projeto Político que estamos propondo para o nosso estado.

Tenho recebido inúmeras manifestações de apoio que me alertam para o perigo do vespeiro que estamos combatendo. Elas me encorajam a seguir em frente exigindo justiça. Continuaremos discutindo um Novo Projeto para nosso estado.


Um novo olhar para um novo Maranhão

Att,
Assessoria do Deputado Waldir Maranhão


quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Prefeitura executa ações na Vila Tibulso e Assentamento São Benedito


Vila Tibulso: a 32 km do Brejão
São Francisco do Brejão – O prefeito Magnaldo Fernandes (PSDB) esteve conferindo ações executadas em dois povoados, na tarde desta quinta feira (26). Trata-se do Assentamento São Benedito e Vila Tibulso. Ambos os povoados ficam localizados a mais de 30 km da sede do município.

Seu Tibulso
Os referidos povoados estavam com as ruas em más condições de tráfego. “Aqui estava uma buraqueira só”, afirma o homem que deu nome a Vila, o Sr. Tibulso. Que completa, “Mas agora está muito bom. Uma maravilha. Esse prefeito é trabalhador”, conclui.

Para a senhora Ricardina, presidente da Associação de Moradores do Assentamento São Benedito, os serviços de infraestrutura vieram em boa hora. “Nós sempre fomos esquecidos pelas administrações do Brejão. Porém, agora vejo que o jovem prefeito Magnaldo tem outra visão. Pois hoje estamos com nossas ruas bem recuperadas, e claras, visto que a iluminação pública estava precária”, disse. 

Assentamento São Benedito
Os serviços executados nos dois povoados foram justamente nestas áreas: piçarramento das ruas, pois estavam muito ruins, e reposição das lâmpadas em todos os postes. “Sempre ouvi falar que esses povoados pertencem, pelo menos em parte, ao município, e observei, também, que as pessoas que residem naquelas localidades sempre se sentiram excluídas de ações por parte do Brejão. Então fiz questão de vir conferir essa situação e conversar com as pessoas, e logo no dia seguinte à minha visita, determinei à minha equipe que recuperassem as ruas, e fizesse a reposição das lâmpadas, pois além das ruas não estarem boas, as famílias ainda tinham que conviver com a escuridão”, destacou o prefeito.

Assentamento São Benedito
Para o Sr. José Bonifácio, morador do São Benedito há 15 anos, o prefeito Magnaldo é uma político diferente dos que ele está acostumado a ver. “Eu moro aqui há 15 anos, e nunca tinha visto nenhum prefeito, nem do Brejão, nem de João Lisboa, vir pessoalmente acompanhar trabalhando algum, e muito menos ficar aqui sentado, conversando com a gente, como estou vendo agora o prefeito Magnaldo. Quando ele chegou aqui, eu nem acreditei que ele era o prefeito, pois vê político simples desse jeito é difícil, amigo”, observou.

Solidarizado com a difícil situação dos moradores da Vila Tibulso, que estão convivendo há mais de três anos sem a existência de um poço artesiano, o prefeito Magnaldo disse que não medirá esforços para num curto espaço de tempo perfurar um poço e possibilitar àquelas famílias o direito ao bem mais sagrado: a água.


Hoje, as pessoas que moram na Vila Tibulso, 32 km distante do Brejao, são obrigadas a esperar pelo abastecimento de um carro pipa, que vem do Assentamento São Benedito, que fica 03 km depois. As duas localidades ficam à beira da divisa dos municípios de São Francisco do Brejão e João Lisboa. [Comunicação]

Câmara promove Audiência Pública nesta sexta feira, 27

São Francisco do Brejão – A Câmara de vereadores promoverá Audiência Pública nesta sexta feira, 27 de setembro, a partir das 9 horas da manhã, no auditório da escola Raimundo de Moraes Barros.

Os assuntos em pauta para esta Audiência são o Regime Jurídico dos Servidores, Lei do Piso, indenização do FGTS, Redução de Carga Horária, entre outros temas. Toda a comunidade está convidada. Porém, esta assembleia tem como público principal os funcionários públicos do município.

A audiência se destina não só aos funcionários efetivos (concursados), mas a todos que prestam serviços para o governo municipal: secretários, diretores de departamentos, diretores de divisões e assessores.

Segundo a presidente da Câmara, Lucimary Freires (PRETA/PMDB), está prevista a participação de representantes do Poder executivo, todos os vereadores e o assessor jurídico da Câmara, Dr. Amadeus Pereira.


quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Acesse a página do Jornal A Hora no facebook

Acesse e clique em CUTIR, blz

www.facebook.com/jornalahorabrejao

Consumo de energéticos oferece diversos riscos

Um ingrediente presente nessas bebidas exige atenção especial, a cafeína


As bebidas energéticas se tornaram populares por darem aquela energia extra para quem está cansado e, que por algum motivo, precisa ficar alerta e ativo. Porém, essas bebidas podem atingir esse objetivo trazendo riscos para o corpo.Organismos diferentes reagem de formas distintas às substâncias, mas alguns efeitos colaterais podem ser esperados, afetando a maioria dos consumidores: o aumento na taxa de batimento cardíaco, palpitações e irregularidade de batimento cardíaco, aumento da taxa de pressão sanguínea, insônia e outras perturbações de sono, aumento na produção de urina e hiperglicemia.

Um ingrediente presente nessas bebidas exige atenção especial – a cafeína. Pais e educadores devem estar atentos ao consumo dos energéticos por jovens. Crianças são especialmente mais vulneráveis aos danos causados pela cafeína e não devem consumir mais do que 100 mg da substância por dia. Por isso, adultos devem monitorar o consumo de bebidas cafeinadas por menores de idade e explicar os perigos que elas oferecem. Para adultos, a quantidade limite de consumo diário de cafeína é 500 mg. Porém, indivíduos que sofrem de pressão alta, problemas cardíacos, problemas de sono ou que tomam medicamentos devem estar ainda mais atentos à quantidade da substância que consomem.

Ao consumir um energético, esteja atento aos ingredientes descritos e às quantidades determinadas na embalagem. Em caso de dúvida ou de uma reação adversa, um médico deve ser consultado para que não ocorram danos ao corpo do consumidor.

Fonte: JAMA – The Journal of the American Medical Association


terça-feira, 24 de setembro de 2013

Brejão recebe “Diálogos pelo Maranhão” neste sábado

São Francisco do Brejão – A caravana “Diálogos pelo Maranhão”, encabeçado pelo presidente da EMBRATUR e pré-candidato a governador Flávio Dino (PC do B) acontecerá neste sábado, dia 28 de setembro, no Centro Cultural, a partir das 2 horas da tarde.

O Diálogos pelo Maranhão é uma caravana composta por líderes de diversos partidos do campo da oposição maranhense, e diversas cidades do Estado estão recebendo a visita deste movimento, onde são discutidos os problemas que afligem os maranhenses e são concebidas propostas para resolver os problemas.


Portanto, São Francisco do Brejão, capital do leite, será a capital do grupo de oposição maranhense neste final de semana. Logo mais, as 5 horas da tarde, a Comissão municipal encarregada da organização do Movimento estará reunida na Câmara municipal. Informação confirmada a pouco por telefone com o vereador Francisco do Robertão (PSB).

Polícia Militar do Brejão estoura boca de fumo



São Francisco do Brejão – O sargento D. Silva, comandante da PM no município, em companhia dos soldados Nascimento, Rivanildo e Orlam, estouraram uma boca de fumo, por volta das 12 horas e trinta minutos desta terça feira (24).

Sargento D. Silva e Soldado Nascimento
Com a dupla, ou melhor, com o casal, foram encontrados 14 papelotes de maconha, com média de 5 gramas, cada papelote, prontos para venda; e 09 cabeças de crack.

Foram encontrados também em posse dos mesmos 57 reais, sendo 52 reais em cédulas e 5 reais em moedas; 02 celulares, 02 porta-cédulas, 02 relógios e várias bijuterias. Algumas destas bijuterias, segundo a polícia, aparentam ser de ouro.

Todos estes pertences e a droga estavam de posse de Genilson Pereira da Silva, de 26 anos, e Ana Paula de Sousa Araújo, de 33 anos. Os dois foram encaminhados para a Delegacia regional, em Açailândia.

Desarticulação

O Sargento D. Silva informou à reportagem que por volta do meio dia recebeu um telefonema da senhora Ana Paula, denunciando está sendo espancada pelo esposo, Genilson Pereira. Momento este em que a guarnição se deslocou até a residência do casal. No entanto, o que a dupla não sabia era que a PM já estava no encalço dos mesmos, por serem suspeitos de tráfico. Chegando à residência do casal, o sargento D. Silva, fez uma varredura e prendeu os dois em flagrante.
----
Carlos Ferreira 

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

O PAÍS DAS MIL FACES (VERGONHA): TSE decide que cassação de Jackson Lago foi inconstitucional; E da daí, o que isso importa agora

Recurso que serviu para cassar Jackson no TSE não vale para Roseana Sarney
TSE acaba com recurso e abre precedente que pode beneficiar Roseana e 10 governadores
Por SEVERINO MOTTA - FOLHA.
Marco Aurélio e Carmem Lúcia se mostraram atônitos com a mudança de jusrisprudência e decisão de Dias Toffoli
A maioria do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu declarar inconstitucional um tipo de recurso usado para cassar mandatos de políticos, o que pode beneficiar 11 governadores que respondem a ações na corte, entre eles Sérgio Cabral (RJ), Antonio Anastasia (MG), Cid Gomes (CE) e Roseana Sarney (MA).
Ao analisar o caso do deputado Assis Carvalho (PT-PI), que teve seu mandato questionado no TSE através de um RCED (Recurso Contra Expedição de Diploma), o ministro Dias Toffoli destacou que a Constituição não prevê tal possibilidade.
Para ele, o chamado RCED, previsto no Código Eleitoral de 1965, afronta a Constituição de 1988 que criou outro instrumento, conhecido como AIME (Ação de Impugnação de Mandato Eletivo), para a cassação de mandatos nos casos de abuso de poder econômico, corrupção ou fraude.
A diferença entre os dois é que o RCED, para o caso de deputados, senadores e governadores, pode ser enviado diretamente ao TSE, sem a necessidade de passar pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral). Ele também pode ser apresentado à Justiça a qualquer momento.
A AIME, por sua vez, além de ser iniciada pela primeira instância da Justiça Eleitoral, tramita em segredo de Justiça e deve ser apresentada em até 15 dias após a diplomação do político.
O entendimento de Dias Toffoli foi seguido por Castro Meira, Henrique Neves e Luciana Lóssio. Foram contrários os ministros Marco Aurélio Mello, Cármen Lúcia e Laurita Vaz.
A decisão desta noite representa uma mudança na jurisprudência do tribunal, uma vez que o então governador Jackson Lago (MA) foi cassado pelo TSE em 2009 justamente através de um RCED. Em seu lugar foi empossada Roseana Sarney.
Ao analisar o caso do deputado Carvalho, o TSE resolveu enviar seu processo para o TRE, transformando-o em AIME.
A corte não discutiu o que fazer no caso dos governadores. Mas, devido à declaração de inconstitucionalidade do RCED, o mais provável é que, quando os processos entrarem em pauta, o mesmo entendimento seja seguido.
Caso os processos que pedem a cassação dos governadores sejam enviados aos TREs, toda a tramitação das ações terá de ser concluída até o final do ano que vem. Caso contrário, haverá o risco dos mandatos acabarem antes da conclusão dos julgamentos.
Além de Cabral, Anastasia, Gomes e Roseana Sarney, respondem a RCEDs no TSE e podem ser beneficiados pelo novo entendimento da corte os governadores Anchieta Junior (RR), André Puccinelli (MS), Omar Aziz (AM), Sebastião Viana (AC), Siqueira Campos (TO), Teotônio Vilela (AL) e Wilson Martins (PI).


quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Mudança na Câmara de Açailândia: Paulo Canarana toma posse em substituição a Sergiomar de Assis

DSC02970
Açailândia - Com a cassação do mandato do vereador Sergiomar de Assis (PSDB), em decisão proferida na tarde de ontem (18) pelo Juiz titular da 71ª Zona Eleitoral, foi convocado o suplente do mesmo partido e mesma coligação Paulo Canarana para tomar posse na câmara de Açailândia.

A solenidade aconteceu na Sala da Presidência, na manhã de hoje, (19), e contou com a presença da presidente da Casa Lenilda Costa (PMN), dos vereadores Fábio Pereira (PSDC), Ancelmo (PPS), Professor Pedro (PDT), Pastor Vagnaldo (PSC), Fânio Mania (PRB), Joseli (PSDB), Sarney Moreira (PRTB), Diomar Freire (PRP).

Após o juramento solene o vereador Paulo Canarana que obteve 673 votos nas eleições de 2012 tomou posse e assume o mandato. A primeira sessão a qual participaria o novo vereador não acontecerá na noite de hoje (19), em virtude do luto pela morte da cunhada do ex-presidente da câmara de Açailândia, hoje servidor da Casa, Geraldo Neres.

por Wilton Lima