ACESSE: WWW.CFNOTICIA.COM.BR

domingo, 31 de março de 2013

FUTEBOL: Cavalo de Aço é campeão do 1º do maranhense de 2013

O Cavalo de Aço sagrou-se campeão do primeiro turno do campeonato maranhense de futebol, ao vencer a equipe do Bacabal por 1x0 com gol de Rubens, de falta no final do primeiro tempo, nesta noite de domingo no Estádio Frei Epifanio da Abandia. 
A equipe que fez sua parte dentro de campo, teve o retorno da torcida neste domingo ao lotar o "Caldeirão". Agora com um pé na decisão do campeonato é festejar essa conquista que há pelo menos sete anos, a torcida nao sabia o que era.

 Fonte: blog Paulo Negrão


Paróquia São Francisco De Assis ficou literalmente pequena durante a Missa de despedida do Pe. Cícero Marcelino



São Francisco do Brejão – Cícero Marcelino; homem, Padre, amigo, intelectual... Pe. Cícero conseguiu imprimir sua marca. Gestos tímidos no cotidiano, transformados em encenações fortes na condução do evangelho, o pároco conquistou o coração dos fiéis brejaoenses.

Muitos católicos afastados retornaram ao templo fundamentado na pedra de Pedro. Apesar do curto espaço de tempo, Cícero Marcelino conseguiu lotar novamente a Igreja. E, não foi só na missa deste dia 31 de março.

A celebração concorrida desta noite foi uma demonstração de respeito, simpatia e crédito que a comunidade confiou ao Padre, que ora se despedia dos seus fiéis.

Fé, caridade e perdão foram, talvez, os pilares mais concretados que o Padre embasou sua condução à frente da Igreja Católica em São Francisco do Brejão.

Cícero, apesar de bastante comedido, não conseguiu esconder a emoção que tomou conta de sua pessoa. Várias apresentações, e a demonstração clara de uma Igreja viva e soberana foram exibidas num tom de quem dizia: Padre, muito obrigado.

O que deu para perceber é que, além de amigos, Padre Cícero Marcelino vai deixando, também, muitos seguidores. 

Esse domingo de Páscoa, dia de relembrarmos a ressureição de Cristo, também foi marcado pelo até logo de um grande homem de Deus.


*NOTA DO BLOG

Ao amigo, Pe. Cícero Marcelino, nossos votos de que sua mansidão e conhecimento sejam fortalecidos pela misericórdia e divindade do nosso Senhor Jesus “Ressuscitado”.
Carlos Ferreira

Globo consegue o que a ditadura não conseguiu: calar imprensa alternativa



Publicação do blog do Robert Lobato, em 30/03/2013

Muito interessante e revelador o artigo abaixo assinado pelo jornalistas Luiz Carlos Azenha (ex-Globo).

Na verdade, trata-se mais do que um artigo: é um documento histórico sobre como funcionam a coisa nos bastidores dos grandes meios de comunicação no Brasil.

Não deixe de ler até o final. Veja:

“E, por mais que isso me doa profundamente no coração e na alma, devo admitir que perdemos. Não no campo político, mas no financeiro. Perdi. Ali Kamel e a Globo venceram. Calaram, pelo bolso, o Viomundo.”

Meu advogado, Cesar Kloury, me proíbe de discutir especificidades sobre a sentença da Justiça carioca que me condenou a pagar 30 mil reais ao diretor de Central Globo de Jornalismo, Ali Kamel, supostamente por mover contra ele uma “campanha difamatória” em 28 posts do Viomundo, todos ligados a críticas políticas que fiz a Kamel em circunstâncias diretamente relacionadas à campanha presidencial de 2006, quando eu era repórter da Globo.

Lembro: eu não era um qualquer, na Globo, então. Era recém-chegado de ser correspondente da emissora em Nova York. Fui o repórter destacado para cobrir o candidato tucano Geraldo Alckmin durante a campanha de 2006. Ouvi, na redação de São Paulo, diretamente do então editor de economia do Jornal Nacional, Marco Aurélio Mello, que tinha sido determinado desde o Rio que as reportagens de economia deveriam ser “esquecidas”– tirar o pé, foi a frase — porque supostamente poderiam beneficiar a reeleição de Lula.

Vi colegas, como Mariana Kotscho e Cecília Negrão, reclamando que a cobertura da emissora nas eleições presidenciais não era imparcial.

Um importante repórter da emissora ligava para o então ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, dizendo que a Globo pretendia entregar a eleição para o tucano Geraldo Alckmin. Ouvi o telefonema. Mais tarde, instado pelo próprio ministro, confirmei o que era também minha impressão.

Pessoalmente, tive uma reportagem potencialmente danosa para o então candidato a governador de São Paulo, José Serra, censurada. A reportagem dava conta de que Serra, enquanto ministro, tinha autorizado a maior parte das doações irregulares de ambulâncias a prefeituras.

Quando uma produtora localizou no interior de Minas Gerais o ex-assessor do ministro da Saúde Serra, Platão Fischer-Puller, que poderia esclarecer aspectos obscuros sobre a gestão do ministro no governo FHC, ela foi desencorajada a perseguí-lo, enquanto todos os recursos da emissora foram destinados a denunciar o contador do PT Delúbio Soares e o ex-ministro da Saúde Humberto Costa, este posteriormente absolvido de todas as acusações.

Tive reportagem sobre Carlinhos Cachoeira — muito mais tarde revelado como fonte da revista Veja para escândalos do governo Lula — ‘deslocada’ de telejornal mais nobre da emissora para o Bom Dia Brasil, como pode atestar o então editor Marco Aurélio Mello.

Num episódio específico, fui perseguido na redação por um feitor munido de um rádio de comunicação com o qual falava diretamente com o Rio de Janeiro: tratava-se de obter minha assinatura para um abaixo-assinado em apoio a Ali Kamel sobre a cobertura das eleições de 2006.

Considero que isso caracteriza assédio moral, já que o beneficiado pelo abaixo-assinado era chefe e poderia promover ou prejudicar subordinados de acordo com a adesão.

Argumentei, então, que o comentarista de política da Globo, Arnaldo Jabor, havia dito em plena campanha eleitoral que Lula era comparável ao ditador da Coréia do Norte, Kim Il-Sung, e que não acreditava ser essa postura compatível com a suposta imparcialidade da emissora. Resposta do editor, que hoje ocupa importante cargo na hierarquia da Globo: Jabor era o “palhaço” da casa, não deveria ser levado a sério.

No dia do primeiro turno das eleições, alertado por colega, ouvi uma gravação entre o delegado da Polícia Federal Edmilson Bruno e um grupo de jornalistas, na qual eles combinavam como deveria ser feito o vazamento das fotos do dinheiro que teria sido usado pelo PT para comprar um dossiê contra o candidato Serra.

Achei o assunto relevante e reproduzi uma transcrição — confesso, defeituosa pela pressa – no Viomundo.

Fui advertido por telefone pelo atual chefão da Globo, Carlos Henrique Schroeder, de que não deveria ter revelado em meu blog pessoal, hospedado na Globo.com, informações levantadas durante meu trabalho como repórter da emissora.

Contestei: a gravação, em minha opinião, era jornalisticamente relevante para o entendimento de todo o contexto do vazamento, que se deu exatamente na véspera do primeiro turno.

Enojado com o que havia testemunhado ao longo de 2006, inclusive com a represália exercida contra colegas — dentre os quais Rodrigo Vianna, Marco Aurélio Mello e Carlos Dornelles — e interessado especialmente em conhecer o mundo da blogosfera — pedi antecipadamente a rescisão de meu contrato com a emissora, na qual ganhava salário de alto executivo, com mais de um ano de antecedência, assumindo o compromisso de não trabalhar para outra emissora antes do vencimento do contrato pelo qual já não recebia salário.

Ou seja, fiz isso apesar dos grandes danos para minha carreira profissional e meu sustento pessoal.

Apesar das mentiras, ilações e tentativas de assassinato de caráter, perpretradas pelo jornal O Globo* e colunistas associados de Veja, friso: sempre vivi de meu salário. Este site sempre foi mantido graças a meu próprio salário de jornalista-trabalhador.

O objetivo do Viomundo sempre foi o de defender o interesse público e os movimentos sociais, sub-representados na mídia corporativa. Declaramos oficialmente: não recebemos patrocínio de governos ou empresas públicas ou estatais, ao contrário da Folha, de O Globo ou do Estadão. Nem do governo federal, nem de governos estaduais ou municipais.

Porém, para tudo existe um limite. A ação que me foi movida pela TV Globo (nominalmente por Ali Kamel) me custou R$ 30 mil reais em honorários advocatícios.

Fora o que eventualmente terei de gastar para derrotá-la. Agora, pensem comigo: qual é o limite das Organizações Globo para gastar com advogados?

O objetivo da emissora, ainda que por vias tortas, é claro: intimidar e calar aqueles que são capazes de desvendar o que se passa nos bastidores dela, justamente por terem fontes e conhecimento das engrenagens globais.

Sou arrimo de família: sustento mãe, irmão, ajudo irmã, filhas e mantenho este site graças a dinheiro de meu próprio bolso e da valiosa colaboração gratuita de milhares de leitores.

Cheguei ao extremo de meu limite financeiro, o que obviamente não é o caso das Organizações Globo, que concentram pelo menos 50% de todas as verbas publicitárias do Brasil, com o equivalente poder político, midiático e lobístico.

Durante a ditadura militar, implantada com o apoio das Organizações Globo, da Folha e do Estadão — entre outros que teriam se beneficiado do regime de força — houve uma forte tentativa de sufocar os meios alternativos de informação, dentre os quais destaco os jornais Movimento e Pasquim.

Hoje, através da judicialização de debate político, de um confronto que leva para a Justiça uma disputa entre desiguais, estamos fadados ao sufoco lento e gradual.

E, por mais que isso me doa profundamente no coração e na alma, devo admitir que perdemos. Não no campo político, mas no financeiro. Perdi. Ali Kamel e a Globo venceram. Calaram, pelo bolso, o Viomundo.

Estou certo de que meus queridíssimos leitores e apoiadores encontrarão alternativas à altura. O certo é que as Organizações Globo, uma das maiores empresas de jornalismo do mundo, nominalmente representadas aqui por Ali Kamel, mais uma vez impuseram seu monopólio informativo ao Brasil.
Eu os vejo por aí.

PS do Viomundo: Vem aí um livro escrito por mim com Rodrigo Vianna, Marco Aurelio Mello e outras testemunhas — identificadas ou não — narrando os bastidores da cobertura da eleição presidencial de 2006 na Globo, além de retratar tudo o que vocês testemunharam pessoalmente em 2010 e 2012.

PS do Viomundo 2: *Descreverei detalhadamente, em breve, como O Globo e associados tentaram praticar comigo o tradicional assassinato de caráter da mídia corporativa brasileira.

sábado, 30 de março de 2013

Lívia; Lívia


A vilã da Salve Jorge é um exemplo perfeito de muitos algozes que entram em cena, logo no início do dia, todos os dias.

Mulheres e Homens são reflexos da vilã da novela das 9h, nos mais variados segmentos da sociedade, independente de classe social.

É incrível como algumas pessoas conseguem viver papéis, exibir máscaras, encenar ser boa e mansa, e praticar as mais terríveis ações, prejudicando pessoas éticas e sensíveis.

Ainda existem os que se vislumbram com a Bíblia nas mãos, em baixo do braço, fazem da Igreja sua segunda casa, e exercem práticas que beiram o inacreditável. 

* Que este momento do ano possa servir de reflexão, e correção de atos, neste sábado de aleluia, após a relembrança da crucificação de Cristo, vivas uma passagem (páscoa) para uma nova vida.

Carlos Ferreira

 

quarta-feira, 27 de março de 2013

São Francisco do Brejão; Comissão-Geral da Vaquejada se reúne para montar equipes táticas e definir metas



14, 15 e 16 de junho o município realiza sua maior festa

São Francisco do Brejão – A Comissão-Geral, formada ontem, esteve reunida na noite desta terça feira, na residência do prefeito Magnaldo, para discutir e montar as comissões táticas e definir metas da Vaquejada 2013. Além do prefeito, também participou da reunião o vice-prefeito Zé Doia.

Nesta reunião foram definidas as comissões táticas, ou seja, as comissões que tratarão diretamente com serviços específicos: Comissão Estratégica e de Projetos; Financeira; Barracas, limpeza, abastecimento e estacionamento; Estrutura do Parque; Curral; Escolha da Rainha; Alimentação; Pronto Socorro; Segurança; Mídia & Divulgação; Patrocínio; Recepção; Inscrições, e comissão de Apoio.

Agora, cada responsável por comissão está encarregada de formar sua equipe e na próxima reunião, agendada para o dia 05 de abril, já levar encaminhamentos, como, metas, necessidades da equipe e custos... É agora que o trabalho começa de verdade para quem está envolvido diretamente com a organização do evento.

É muito trabalho, um trabalho incansável, mas o município, as pessoas do município, e todos os visitantes merecem nossos esforços para que a 11ª Vaquejada seja uma festa pra ficar na história, de forma positiva. Sei que para a maioria de nós é uma novidade participar da organização, mas aliados a parceiros que já estiveram na organização de outras vaquejadas, vamos nos dedicar para superar as expectativas”, frisou um dos organizadores.

Podemos adiantar ainda, que na reunião de hoje já havia muitas propostas de atrações, bandas, e cada proposta será analisada cautelosamente para que sejam apresentadas atrações que satisfaçam os participantes, mas também com a cautela de que não seja uma demanda inusitada de recursos financeiros, pois tem muito a ser feito pelo município. Palavras de um secretário atento às outras situações da administração.  (Comunicação)


terça-feira, 26 de março de 2013

Vaquejada 2013 de São Francisco do Brejão já tem data definida


São Francisco do Brejão - Aconteceu na tarde desta terça feira (26) a primeira reunião de planejamento da 11ª Vaquejda municipal, no plenário da Câmara de vereadores. Com a participação de vereadores, do prefeito Magnaldo e de representantes de todas as secretarias municipais foram discutidas e encaminhadas as primeiras decisões.

Nesta primeira reunião ficou definido a Comissão-Geral, que se reunirá amanhã, novamente, para encaminhar outras decisões e formar as comissões específicas, além de outros detalhes. Outra situação que ficou acertada na reunião de hoje foi a data da grande Vaquejada de 2013: 14, 15 e 16 de junho.

A tradicional festa do município irá sim acontecer e dentro do cronograma previsto. "Hoje, nós estamos nos reunindo pela primeira vez para discutir a Vaquejada deste ano, e nós devemos nos esforçar para que seja uma festa pra ficar na história", frisou o prefeito Magnaldo.

Portanto, você da região, você do Brejão, já pode começar a se planejar para participar de uma das maiores festas da região.

À medida que forem sendo definidos outros detalhes você vai ficar sabendo aqui pelo blog... E outros meios de comunicação.



segunda-feira, 25 de março de 2013

Prefeitura do Brejão efetua pagamento do décimo terceiro 2012

São Francisco do Brejão – Os funcionários da prefeitura municipal tiveram depositado nesta segunda (25) seus salários referentes ao 13º de 2012. A medida adotada pelo prefeito Magnaldo Fernandes é fruto do acordo celebrado com a classe, uma vez que o gestor do município compreende que mesmo sendo uma dívida herdada da administração passada, quem está no prejuízo são os servidores municipais. Apesar de o acordo feito fosse para que a prefeitura efetuasse o pagamento no dia 01 de abril, o prefeito Magnaldo antecipou o pagamento por compreender que os funcionários deveriam receber antes do feriado da Semana Santa.

Por ter herdado esta dívida, infelizmente tivemos que fazer uma opção: distribuir os peixes na Semana Santa, que já é tradição, ou pagar o décimo terceiro dos funcionários para que estes profissionais tenham uma Semana Santa mais farta? Optamos pela segunda opção. Entendemos ser mais correto efetuar o pagamento, e para o ano que vem reatarmos a tradição do peixe. Para ter uma ideia, só este pagamento do 13º custou aos cofres do município mais de 295 MIL REAIS. Portanto não teríamos como pagar o décimo e distribuir peixe em todo o município”, destacou o prefeito.

Ainda de acordo com o posicionamento do prefeito Magnaldo, no próximo dia 02 de abril é para que sejam efetuados os vencimentos referentes a março, para todos os funcionários públicos do município.

E, não para por ai, além do 13º que ficou atrasado pela gestão anterior, ficaram também em débito os meses de novembro e dezembro; os quais foram acordados com o prefeito para serem quitados em seis parcelas de igual valor, a partir de maio. (Comunicação)